Os principais sintomas da dengue

A dengue é a doença viral mais popular, por assim dizer, atualmente no Brasil, causando infecções e mortes por todo o país.

A dengue só agora está próxima de ter a sua vacina, existindo uma versão francesa já comercializada e uma versão brasileira em estágios finais dos testes, prometendo ser ainda mais eficaz do que a francesa. O principal motivo para essa dificuldade em produzir uma vacina confiável se deve principalmente a incrível capacidade de mutação do vírus da dengue, existindo quatro variantes estáveis circulando pelo Brasil. Isso faz com que a vacina precise combater todos esses vírus ao mesmo tempo e de maneira que não provoque a infecção, o que é muito difícil em se tratando de tantas variantes do vírus. Dessa forma, combater o criadouro do Aedes aegypti e conhecer bem os sintomas para buscar o tratamento o mais rápido possível  são as melhores formas de atacar a dengue.

Nesse artigo detalhamos os principais sintomas para que você não se confunda e busque tratamento adequado imediatamente.

Sintomas regulares da dengue

Esses sintomas indicam que você pode estar com dengue, e se aparecerem esses sintomas beba muita água e vá ao médico. Os sintomas são:

Febre alta com início súbito;

Dor de cabeça;

Náuseas e vômitos;

Tonturas;

Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento deles;

Perda do paladar e apetite;

Manchas e erupções avermelhadas na pele semelhantes ao sarampo ou rubéola, principalmente no tórax e membros superiores;

Moleza e dor no corpo;

Dores nos ossos e articulações.

Porém existem sintomas mais graves que podem significar dengue hemorrágica, ou um estado mais avançado das outras variantes da dengue. Se você tiver mais desses sintomas, procure atendimento médico imediatamente, pois pode significar um alto risco. Esses graves sintomas são:

Dores abdominais fortes e contínuas;

Pele pálida, fria e úmida;

Sangramento pelo nariz, boca e gengivas;

Sonolência, agitação e confusão mental (principalmente em crianças);

Vômitos persistentes;

Pulso rápido e fraco;

Sede excessiva e boca seca;

Dificuldade respiratória;

Perda de consciência.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *