Relaxamento Caseiro com Babosa

Ter cabelos mais domados, com menos volume e mais movimento é o desejo de muitas mulheres que acabam recorrendo as químicas de alisamento em vez de apostar nas receitas caseiras que são naturais e ainda fazem milagres com os fios.

O relaxamento caseiro com babosa é um dos mais usados e eficazes, pois traz como ingrediente essa planta que trata os fios e é usada em muitos cosméticos, mais vale lembrar que como é uma receita feita com ingredientes naturais é mais leve, não deixa os cabelos com uma aparência escorrida, reduz o volume, deixa os fios mais soltos e com muito brilho, porém não pode ser usada por mulheres grávidas.

Receita do relaxamento caseiro com babosa

Ingredientes:
40 ml de óleo de abacate
Gel de 2 folhas de babosa (para consegui-lo abra a folha no meio e raspe o gel)
400 ml de água morna
¼ de sabão de coco ralado
100 ml de leite de coco ou óleos de coco

Modo de preparo:
Pegue o liquidificador, coloque todos os ingredientes, bata bem e passe a mistura para uma garrafa pet e tampe.

Como aplicar:

  1. Primeiro lave os cabelos com shampoo e com a ajuda de uma toalha tire o excesso de água.
  2. Agite a garrafa com o alisante natural de babosa, aplique sobre os cabelos e massageie até fazer espuma. Deixe o alisante agir pode 40 minutos.
  3. Para tirar o alisante do cabelo lave os fios com água morna e depois com água fria.
  4. Deixe os fios secarem naturalmente ou se preferir faça uma escova.

Verá que em pouco tempo terá cabelos mais lisos, bonitos e domados graças a esse relaxante natural de babosa, mais saiba de alguns detalhes importantes como: sobra pode guardar na geladeira, mais tem validade de apenas duas semanas; Sempre que for usar é preciso agitar bastante a garrafa; Não é indicado aplicar o relaxante nos cabelos completamente secos e que se suas madeixas estiverem muito danificadas e ressecadas aplique um pouco de condicionador depois do relaxante e em seguida enxague.

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *