Angelique Boyer fala de arrependimentos do passado

Angelique boyer

Angelique Boyer atualmente está fazendo um grande sucesso com o lançamento de sua nova novela “Amar a Muerte” em alguns países, a estrela vem participando de programas de TV para divulgar a nova produção.

A novela da Angelique BoyerAmar a Muerte” traz uma história forte que mergulha nos mistérios da vida após a morte, por isso, esse é um assunto que não falta durante suas entrevistas, sendo que, na última entrevista que deu para o site People en Español ela foi questionada se a vida lhe oferecesse uma segunda chance assim como aconteceu León Carvajal (Alexis Ayala) e El Chino Valdés (Michel Brown), personagens de sua nova novela, o que ela faria.

Angelique Boyer em um primeiro momento não sobe o que responder e disse: “Que forte! Eu realmente não sei”. Contudo a atriz pensou mais e disse que aproveitaria mais sua infância e adolescência: “Há etapas que às vezes nos antecipamos e queremos ser adultos. Acho que desfrutaria mais de minha adolescência e minha infância”.

A protagonista de novelas também disse que se tivesse outra oportunidade ficaria mais tempo com sua mãe e a avó: “Desfrutaria mais de minha mãe e da minha avó, que não as tenho mais. Eu aprendi muito nesses anos desde que as perdi porque isso mim fez mais forte. Completei 30 anos e estou mais madura em todos os sentidos”.

A morte de Sylvie Rousseau, mãe de Angelique Boyer é um grande drama na vida da atriz, ela faleceu devido a complicações que ocorreram após se submeter a uma cirurgia no coração, nessa época Angelique estava gravando a novela “O Que a Vida Me Roubou” e não estava muito próxima de seus pais por conta da relação amorosa que ela mantinha com o produtor José Alberto Castro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *